quarta-feira, setembro 13, 2006


O Último dos Moicanos, de Michael Mann ****

Sem querer parecer exagerado, mas se trata basicamente de um dos melhores exemplares do cinema de aventura de todos os tempos. Michael Mann mostra com tranqüilidade por que é um dos grandes cineastas da atualidade, impressionando com a tremenda exatidão com que realizou "O Último dos Moicanos". Não há pontos mortos durante toda a sua duração. Mann sabe criar tensão para que as seqüências de ação irrompam de forma majestosa, fazendo com que as mesmas tenham um impacto visual e sonoro ainda maior. Fica até difícil destacar alguma cena em especial no filme tamanha a homogeneidade do mesmo, sendo que a fotografia e trilha sonora poderosas realçam de forma acentuada a beleza visual dessa obra-prima. Interessante notar também a economia do cineasta ao retratar o romance entre Hawkeye (Daniel Day Lewis) e Cora Munro (Madeleine Stowe): os momentos entre os dois juntos são breves, mas sempre memoráveis. Enfim, um clássico absoluto!!

2 comentários:

Colin Farrel disse...

Muito melhor que "Miami Vice", onde só eu presto. Eu teria sido um bom Hawkeye. Eu seria um índio com sotaque irlândes, mate.

André Kleinert disse...

Ei Colin, não sejas tão rígido. Depois de assistir "Miami Vice" pela segunda vez, cheguei a conclusão que ele é o terceiro melhor filme do Michael Mann. Só perde para "Colateral" e "Fogo Contra Fogo". E logo após vem "O Último dos Moicanos".