quinta-feira, abril 26, 2018

Os Meyerowitz: Família não se escolhe, de Noah Baumbach **


Famílias disfuncionais parecem representar o grande tema favorito na filmografia do diretor Noah Baumbach. Seu melhor filme, “A lula e a baleia” (2005), inclusive, versa com contundência sobre o assunto. “Os Meyerowitz: Família não se escolhe” (2017) é mais uma produção do cineasta a pisar nesse território temático, só que bem distante do melhor que Baumbach já realizou. Tudo no longa parece cansado e mofado: os manjados dilemas do roteiro, as atuações maneiristas do elenco, a narrativa enfadonha, os truques formais “indies” requentados. Baumbach sacaneou legal o Netflix: entregou para a plataforma com exclusividade o pior filme de sua carreira, tirando uma onda ainda de grande obra autoral.

Um comentário:

Ed Rodrigues disse...

Bom dia, sou o Ed Rodrigues, administrador do site Limão Mecânico (https://limaomecanico.com.br/). Gostaria de saber se você tem interesse de alguma forma de parceria. Exemplo uma troca de conteúdo, troca de links, banners ou alguma forma de troca de conteúdo. Ou se preferir posso enviar conteúdo inédito pro seu site com o único propósito de colocar o Limão Mecânico como referência.